A CIDADE DE HOLAMBRA GANHA A 'ROTA DAS FLORES' PARA PASSEIOS DE BICICLETA


 

A CIDADE DE HOLAMBRA GANHA A ‘ROTA DAS FLORES’ PARA PASSEIOS DE BICICLETA

A Rota das Flores, em Holambra, tem 14 quilômetros de extensão e passa por belos cenários da cidade

A cidade de Holambra, localizada no interior de São Paulo, ganhou a Rota das Flores, um percurso de 14 quilômetros em asfalto para promover a convivência harmoniosa entre ciclistas e motoristas. A ideia da criação do trajeto surgiu a partir da reunião e workshops entre grupos de ciclistas, formados por atletas profissionais, equipes e assessorias esportivas, além de representantes dos setores públicos e privados. Assim, o projeto foi lançado pelo grupo CCR e pelo governo do Estado de São Paulo.

De acordo com a fala do ciclista Felipe Pipo Campagnolla, o qual participou da criação da ciclorota, “a intenção foi criar uma rota bem sinalizada para que exista uma convivência maior entre motorista e ciclista, o que ajudará a diminuir o número de acidentes”, já que, atualmente tem muita gente que tem medo de andar de bicicleta em ruas mais pavimentadas de carros e alta velocidade.

Dessa forma, com esse propósito em mente, a estrada escolhida para servir de modelo experimental foi a rodovia municipal HBR-040, na qual, obras garantiram melhorias no asfalto e mais sinalização. O que se espera atualmente é que o trecho possa ser utilizado mais frequentemente pelos ciclistas. “A cada seis meses, vai haver uma vistoria para manter uma qualidade mínima da rota”, diz Pipo, como o ciclista é conhecido. “O mais importante de tudo, que é a ideia do projeto, é tentar criar consciência.”

PAISAGEM


Lançamento da ‘Rota das Flores’ acontece em Holambra. Foto: Shutterstock.

O farmacêutico Elvis Rocha de Jesus, de 32 anos, morador de Jaguariúna, cidade acerca de 17 quilômetro de Holambra, diz que sempre que está disponível, pega a sua bicicleta e vai pedalar na Rota das Flores. “É um local agradável, com paisagem aberta e tranquilo em relação ao trânsito. A vista é muito legal e é bom sair da área urbana. Na primavera, tudo fica ainda mais agradável.”

A Rota das Flores tem pista simples e é a primeira estrada bike friendly nesse projeto da CCR. O caminho conta com lombadas para desaceleração dos veículos e muitas placas de sinalização para motoristas e ciclistas. No caminho, pode-se observar sítios de produtores de flores, com estufas para plantas ornamentais. O fato de que há poucos veículos circulando é com certeza um ponto positivo. Desta forma, na opinião de Pipo, a única questão crítica da rota é a falta de sombra.

TURISMO LOCAL


Plantação de girassóis em Holambra. Foto: Deisy Rodrigues

Na visão de Pipo, a Rota das Flores possui um grande potencial, já que ela é um trajeto curto, cheio de singularidade, no qual é recheado com a cultura da cidade. Assim, ao longo da pedala, pode-se aproveitar e fazer o turismo pelas fazendas, passeando pela região. “Venham para curtir o pedal, mas aproveitem para conhecer a cidade, que conta com boa estrutura e é tranquila”, afirma Pipo. “A dificuldade técnica não é grande. Mas é preciso trazer a bicicleta, pois ainda não há estrutura para alugar o equipamento.”

EXPANSÃO



 

Devido ao crescimento da prática do ciclismo em estradas com grande volume de tráfego, o qual traz diversos riscos de segurança, a concessionária CCR idealizou rotas alternativas. Com isso, nota-se que a experiência de Holambra é a primeira e inspiradas nela, muitas outras já estão saindo do papel, como o caso do trajeto conhecido como ‘Rota das Frutas’ que irá cruzar municípios de Jundiaí, Louveira, Vinhedo e Itatiba. De acordo com a previsão, espera-se que o lançamento do novo trecho seja em janeiro.

Segundo a concessionária, serão cinco Ciclo Rotas no total, com mais de 300 quilômetros de vias. O investimento de R$5 milhões inclui reforma ou adaptação da infraestrutura das pistas serviços de recapeamento, conservação, instalação de placas e melhorias na engenharia de tráfego, pensados para acolher os ciclistas e demais visitantes.

Foram escolhidos trechos próximos da capital, com infraestrutura e potencial turístico. Assim, segundo a CCR, é uma forma de despertar interesse dos ciclistas e gerar renda ao turismo local a partir do cicloturismo.

NA PRIMAVERA, CAMPOS AO LONGO DA ROTA FICAM COBERTOS DE FLORES



 

A linda Holambra, uma cidade conhecida pelas suas maravilhosas flores, muda a sua paisagem ao longo das estações do ano. Assim, ao longo dos anos, nem sempre o trecho da ciclorrota estará repleto de flores, dependendo da época do ano. Com isso, para que consiga ver uma região florida, o melhor período seria entre setembro e outubro, já que seria o início da Primavera.

“É um trajeto bonito, mas a gente não vai ver flores o ano todo, porque tem muita coisa em estufa. Mas é uma área rural, com poucas casas, muito verde e vegetação baixa, o que possibilita ver o horizonte”, explica o ciclista Pipo Campagnolla. – “Mas há momentos do ano em que você vai passar por campos cobertos de flores. Aí parece que você está pedalando em outro lugar”.

Uma curiosidade interessante seria a Exploflora, a maior exposição de flores e plantas ornamentais da América Latina, na qual se realiza na época da primavera, com milhares de visitantes, o que move também o turismo local, juntamente com o incentivo do uso de bicicletas.

Matéria base originalmente publicada em UOL
Equipe a sua bike aqui na Azupa!

31/01/2021
Sobre a loja

A Azupa Bike Store é uma loja de pneus, acessórios e componentes para bicicleta online, que acredita na democratização do pedal. Não apenas como esporte, mas também como lazer e mobilidade. Por isso, nossa meta diária é sempre disponibilizar as melhores marcas do mercado com o menor preço e com parcelamento, para facilitar o acesso a todos. Confira nossos itens de mobilidade para usuário de cadeira de rodas.

Social
Pague com
  • Pagar.me V2
Selos

Azupa Comércio Varejista de Artigos Esportivos e Acessórios LTDA - CNPJ: 19.191.376/0001-59 © Todos os direitos reservados. 2022


Para continuar, informe seu e-mail